Bard recebe gerador de imagens e fica mais inteligente

 William Schendes
William Schendes

O Google apresentou algumas novidades para o Bard, seu chatbot de inteligência artificial, com destaque para a adição de um gerador de imagens, que promete entregar retratos e ilustrações de alta qualidade.

A geração de imagens por IA é um recurso bastante explorado por empresas responsáveis por sistemas que se popularizaram nos últimos anos, como Midjourney, Dall-E, Stable Diffusion e Bing Chat — agora mais conhecido por Copilot.

Bard melhorias geração de imagens Gemini Pro
(Imagem: Divulgação/ Google)

Por enquanto a ferramenta está disponível apenas em inglês. Caso o usuário (como eu) faça uma solicitação em português, a resposta será: "Eu ainda não posso criar imagens".

Nos meus testes, a ferramenta impressionou e atendeu todas minhas solicitações em inglês. No entanto, em imagens mais realistas, ao dar zoom, é possível notar ruídos e borrões no fundo dos cenários ou no contorno de pessoas.

Bard geração de imagens sorvete
(Imagem: Captura de tela/ William Schendes)
Bard geração de imagens robô São Paulo
(Imagem: Captura de tela/ William Schendes)

O Google explica que a geração de imagens se deve à adição do Imagen 2 no Bard. O modelo de linguagem foi desenvolvido pelo DeepMind, laboratório de pesquisa e desenvolvimento de ferramentas de IA da gigante das buscas.

O Imagen 2 foi lançado em dezembro de 2023 para clientes do Vertex AI, plataforma para clientes do Google com foco em desenvolvedores que tem diversas ferramentas de inteligência artificial.

Bard fica mais inteligente com Gemini Pro

Além do gerador de imagens, o Google anunciou que o Gemini Pro, um dos modelos de linguagem ampla (LLMs) mais avançados da empresa, foi integrado ao Bard. Com isso, o chatbot poderá executar ainda mais tarefas que exigem compreensão, raciocínio, resumo e codificação.

A atualização já está disponível em mais de 40 idiomas de 230 países e territórios.

Verificação de respostas

Outra adição é o recurso de verificação dupla, que permite verificar as informações apresentadas na resposta gerada pelo Bard. Para isso, basta clicar no ícone “G”, então o chatbot verificará seus resultados, fará uma análise e destacará as fontes em que alguns trechos foram retirados.

A implementação desse recurso de verificação permite que o usuário possa analisar a fonte da informação e verificar se a resposta do chatbot é confiável ou não.

SAIBA MAIS!

 William Schendes
William Schendes
Jornalista em formação pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Escreve sobre tecnologia, games e ciência desde 2022. Tem experiência com hard news, mas também produziu artigos, reportagens, reviews e tutoriais.
recomenda: