Elon Musk revela detalhes da explosão do Starship da SpaceX e fala do futuro

Adriano Camargo
Adriano Camargo

Elon Musk, fundador da SpaceX, compartilhou uma atualização bastante abrangente sobre a empresa e, especificamente, sobre o foguete Starship. O bilionário utilizou a plataforma X (ex-Twitter) para divulgar um vídeo de 50 minutos sobre o tema.

Nele, Musk explicou a explosão acidental de um dos estágios do Starship durante seu segundo voo em novembro.

Acompanhe:

In 2023, SpaceX completed 96 successful missions, safely flew 12 more astronauts to orbit, launched two flight tests of Starship, and more than doubled the number of people around the world connected by @Starlink. Watch @elonmusk deliver a company update: pic.twitter.com/7zeTlQLgp9

— SpaceX (@SpaceX) 12 de janeiro de 2024

O CEO esclareceu que o veículo estava operando de maneira eficiente até o incidente e provavelmente teria continuado assim se o voo fosse rotineiro. Ele revelou que o segundo voo estava prestes a atingir a órbita, e a explosão foi desencadeada pela ventilação de oxigênio líquido.

Musk enfatizou que o oxigênio líquido remanescente era devido à ausência de carga útil no dia do voo.

A SpaceX está desenvolvendo o Starship para missões exploratórias, incluindo a chegada a Marte. O veículo consiste em um reforço de primeiro estágio, chamado Super Heavy, e um estágio superior, ambos projetados para serem completamente reutilizáveis.

Embora tenha enfrentado desafios em seus lançamentos anteriores, o Starship é fundamental para objetivos ambiciosos, como a missão Artemis da NASA à Lua.

Starship lançamento
Starship será muito importante para a missão Marte (Imagem: Reprodução)

Musk expressou otimismo em relação ao futuro do Starship, prevendo um terceiro voo para fevereiro. Ele espera alcançar a órbita nessa próxima missão, antecipando uma cadência rápida em direção à reutilização total e eficiente.

A FAA (Administração Federal de Aviação dos EUA) supervisiona as investigações do segundo voo antes de emitir a licença para o terceiro.

A NASA selecionou o Starship para enviar a primeira equipe de astronautas à Lua como parte da missão Artemis 3, com lançamento previsto para setembro de 2026. O veículo espacial, que já é o maior foguete construído, gerando 16,7 toneladas de impulso, ainda está em estágio de protótipo.

Musk revelou planos para uma "Versão 2" mais confiável e com melhor desempenho, além de uma "Versão 3" ainda mais impressionante, com cerca de 140 a 150 metros de comprimento. O desenvolvimento rápido visa a tornar o Starship operacional em breve, com a SpaceX planejando lançamentos da nova geração de satélites Starlink até o final do ano.

SAIBA MAIS:

Adriano Camargo
Adriano Camargo
Jornalista especializado em tecnologia há cerca de 20 anos, escreve textos, matérias, artigos, colunas e reviews e tem experiência na cobertura de alguns dos maiores eventos de tech do mundo, como BGS, CES, Computex, E3 e IFA.
recomenda: