Polêmica: Elon Musk causa desvalorização de 71,5% do X (ex-Twitter)

Adriano Camargo
Adriano Camargo

A gestão controversa de Elon Musk no X (ex-Twitter) resultou em uma queda significativa de 71,5% no valor de mercado da plataforma desde sua aquisição em outubro de 2022, por US$ 44 bilhões. A Fidelity, operadora de fundos envolvida no negócio, reavaliou o valor da rede social em US$ 12,5 bilhões durante a atualização de seu portfólio de investimentos.

As decisões de Musk - homem mais rico do mundo segundo a Forbes - de implementar cortes severos na equipe do X, permitir o retorno de usuários associados à desinformação e confrontar anunciantes que cancelaram investimentos em publicidade, resultou nessa queda vertiginosa na trajetória descendente da plataforma.

Elon Musk Twitter X
Elon Musk (Imagem: Reprodução)

Apesar de Musk manter seu status de empresário de sucesso com empreendimentos como a Tesla e a Starlink, o X vem enfrentando severos desafios. A Fidelity, no entanto, baseou sua avaliação em análises e notícias, não tendo acesso direto aos dados financeiros da rede social.

Especialistas apontam que a receita caiu pela metade desde os boicotes de anunciantes, e análises de consultorias indicam uma queda abrupta no valor da marca. Musk, por outro lado, confrontou críticas e processou organizações não-governamentais por relatórios que destacaram anúncios de grandes marcas ao lado de postagens nazistas.

O declínio preocupante do X levanta questionamentos sobre o futuro da plataforma que, um dia, foi líder em temas políticos e jornalismo.

SAIBA MAIS!

Adriano Camargo
Adriano Camargo
Jornalista especializado em tecnologia há cerca de 20 anos, escreve textos, matérias, artigos, colunas e reviews e tem experiência na cobertura de alguns dos maiores eventos de tech do mundo, como BGS, CES, Computex, E3 e IFA.
recomenda: