Netflix, YouTube e Spotify não terão aplicativos no Apple Vision Pro: Entenda a decisão

Adriano Camargo
Adriano Camargo

A expectativa em torno do lançamento do Apple Vision Pro no dia 2 de fevereiro está marcada por uma notícia surpreendente: Netflix, YouTube e Spotify optaram por não desenvolver aplicativos para o aguardado dispositivo de realidade mista da Apple.

Enquanto o Apple Vision Pro contará com acesso aos aplicativos da própria Apple para música e podcasts, a ausência dos serviços de streaming mais populares representa uma perda significativa no ecossistema do novo dispositivo.

Apple Vision Pro teste homem usando
Apple Vision Pro (Imagem: Divulgação/Apple)

O YouTube, do Google, divulgou oficialmente que não pretende lançar um novo aplicativo para o Apple Vision Pro, e seu aplicativo existente para iPad também não será compatível com o dispositivo. Em vez disso, o YouTube recomenda que os usuários acessem o serviço por meio do navegador (Safari) no Vision Pro.

O Spotify segue a mesma linha, não planejando um novo aplicativo para o visionOS (sistema operacional do Apple Vision Pro) e não permitindo que seu aplicativo para iPad funcione no dispositivo. Apesar disso, assim como o YouTube o serviço de música deve continuar acessível por meio de navegadores.

A decisão de Netflix, YouTube e Spotify significa que, no lançamento, o Apple Vision Pro não terá suporte para os aplicativos de streaming mais populares, embora a Apple tenha destacado o dispositivo como uma plataforma versátil para vídeo, jogos e entretenimento.

A exclusão do YouTube é surpreendente, considerando que o aplicativo foi um dos primeiros pré-instalados no iPad original da Apple em 2010.

Ausência proposital

Ambos, YouTube e Spotify, têm aplicativos populares para iPhone e iPad, sugerindo uma trajetória fácil para adaptar o suporte ao Apple Vision Pro. No entanto, os desenvolvedores precisam optar por participar, indicando que a escolha de não oferecer suporte ao dispositivo foi intencional.

Outros aplicativos importantes, como Disney+, Max, Peacock, ESPN e Amazon Prime Video, ainda estão comprometidos com o suporte ao Apple Vision Pro. A Apple afirma que o dispositivo terá suporte para mais de 1 milhão de títulos na App Store específica para o equipamento.

Embora o YouTube e o Spotify não tenham fornecido razões específicas para a exclusão, especula-se que a decisão está relacionada a disputas anteriores entre o Spotify e a Apple sobre políticas da App Store.

Pesquisas indicam que outros aplicativos cruciais para iPad, incluindo Facebook, Instagram e WhatsApp, também podem não estar inicialmente preparados para funcionar no Apple Vision Pro.

No entanto, essas situações podem ser alteradas antes do lançamento do dispositivo ou resultar em versões dedicadas do visionOS.

Com a notícia, o Apple Vision Pro, com preço de US$ 3.499, está prestes a chegar ao mercado, enfrentando desafios de adaptação por parte dos gigantes do streaming e potencialmente transformando as estratégias de desenvolvimento de aplicativos para dispositivos de realidade mista.

SAIBA MAIS!

Adriano Camargo
Adriano Camargo
Jornalista especializado em tecnologia há cerca de 20 anos, escreve textos, matérias, artigos, colunas e reviews e tem experiência na cobertura de alguns dos maiores eventos de tech do mundo, como BGS, CES, Computex, E3 e IFA.
recomenda: