Microsoft bloqueia ChatGPT por questões de privacidade e dados

Adriano Camargo
Adriano Camargo

A amizade entre a Microsoft e a OpenAI sofreu um baque nessa semana, quando a gigante do Windows bloqueou temporariamente o acesso dos funcionários ao ChatGPT, principal produto da OpenAI, citando preocupações com a segurança, conforme relatado pela CNBC.

De acordo com informações internas da Microsoft, a restrição foi aplicada a várias ferramentas de IA devido a preocupações com segurança e dados. Isso incluiu o ChatGPT, bem como outros serviços de IA, como o Midjourney e o Replika.

Acesso bloqueado protegido antivirus seguro
Acesso negado por questões de segurança (Imagem: freepik)

O bloqueio coincidiu com o anúncio público da OpenAI sobre um ataque DDoS em seu sistema, causando interrupções globais após o DevDay e atrasando a implementação dos GPTs.

Embora a Microsoft tenha investido bilhões na OpenAI e o ChatGPT tenha proteções para evitar o uso indevido, a empresa considerou necessário bloquear temporariamente o acesso devido à natureza de ser um serviço externo de terceiros.

Um comunicado interno alertou para os riscos de privacidade e segurança associados ao uso do ChatGPT.

Um porta-voz da Microsoft esclareceu que o bloqueio foi um erro, resultante de um teste nos sistemas de controle para grandes modelos de linguagem.

Após a identificação do erro, o acesso foi restaurado, e a empresa enfatizou que incentiva funcionários e clientes a utilizar serviços como o Bing Chat Enterprise e o ChatGPT Enterprise, que oferecem níveis mais elevados de proteção de privacidade e segurança.

Sam Altman, da OpenAI, refutou rumores de retaliação, afirmando que os boatos sobre o bloqueio do Microsoft 365 eram infundados. Essa não é a primeira vez que empresas expressam preocupações com a segurança em relação ao ChatGPT.

As preocupações com a segurança relacionadas ao ChatGPT não são exclusivas da Microsoft. A Apple, em maio, alertou os funcionários sobre o uso da IA, temendo vazamento de informações confidenciais, e a Amazon instruiu os funcionários a não compartilharem códigos confidenciais com o chatbot da OpenAI.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, juntou-se a Sam Altman, da OpenAI, no palco durante o DevDay, um evento bem-sucedido que pode ter sido manchado por uma semana de hacks, interrupções e restrições de seu maior investidor.

Via

SAIBA MAIS!

Adriano Camargo
Adriano Camargo
Jornalista especializado em tecnologia há cerca de 20 anos, escreve textos, matérias, artigos, colunas e reviews e tem experiência na cobertura de alguns dos maiores eventos de tech do mundo, como BGS, CES, Computex, E3 e IFA.
recomenda: