Chega de esperar! Pagamento por boleto fica mais rápido no Brasil

 William Schendes
William Schendes

Os boletos bancários passarão a ser processados com mais velocidade a partir desta sexta-feira (15). Como anunciou a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), os pagamentos realizados até às 13:30 terão a liquidação interbancária do documento feitas no mesmo dia do pagamento.

No entanto, boletos pagos após às 13h30 continuarão com o prazo de liquidação de um dia útil.

Na prática, não acontecerá nenhuma mudança para o quem paga o boleto, mas agilizará o recebimento do dinheiro do credor, afinal o dinheiro chegará no mesmo dia que o documento foi gerado (e pago).

Pagamento por boleto fica mais rápido no Brasil
(Imagem: Reprodução/ Banco Central)

Walter Faria, diretor-adjunto de Serviços da Febraban, avalia que a mudança será positiva para comerciante e também para os consumidores brasileiros.

“A mudança trará mais agilidade para o cobrador, e irá beneficiar muito o comércio. No caso do e-commerce, por exemplo, vemos também vantagens para os compradores, que poderão ter o processo de entrega de mercadorias feito com mais rapidez.”

Criado em 1993 pelo Banco Central, o boleto é utilizado no comércio de topo de diversos serviços ou produtos e, apesar da chegada do Pix, ainda é uma forma de pagamento muito utilizada pelos brasileiros. Em 2023, o boleto foi utilizado para transacionar cerca de R$ 4,2 bilhões, como relatou a Febraban.

A última mudança que o sistema de boletos passou aconteceu em 2017, com a implementação da Plataforma Centralizada de Recebíveis (PCR) que inseriu novos processos e tecnologias.

Com a atualização, o Banco Central passou a exigir mais dados impressos no documento, como CPF ou CNPJ do emissor, data de vencimento, valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

Além disso, o PCR permitiu que os consumidores pudessem pagar boletos vencidos em qualquer banco.

SAIBA MAIS!

 William Schendes
William Schendes
Jornalista em formação pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Escreve sobre tecnologia, games e ciência desde 2022. Tem experiência com hard news, mas também produziu artigos, reportagens, reviews e tutoriais.
recomenda: