BNDES aprova financiamento milionário para produção de chips no Brasil

Adriano Camargo
Adriano Camargo

O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deu sinal verde para um financiamento de R$ 290 milhões destinado à Adata, empresa taiwanesa, para impulsionar a produção de chips semicondutores no Brasil.

Esse movimento é parte integrante do programa "BNDES Mais Inovação", visando estimular iniciativas inovadoras que reduzam a dependência tecnológica do país.

Chip nacional
Produção nacional de chips (Imagem: IA/Copilot)

A Adata, com esse financiamento, planeja diversificar seu catálogo de produtos, destacando-se na produção de memória DDR5, capaz de atingir velocidades de até 8,4 Gbps.

Além disso, a empresa focará na fabricação do LPDDR5, direcionado a notebooks e smartphones devido à sua eficiência energética e dimensões compactas.

Outro componente a ser produzido no Brasil será o chip uMCP, especialmente utilizado em smartphones para impulsionar a tecnologia 5G nesses dispositivos. O presidente da Adata, Paulo Jr., enfatizou a importância estratégica dos semicondutores, destacando que são fundamentais para a vantagem competitiva e a sobrevivência futura dos países.

O BNDES ressaltou o compromisso do banco em reduzir a dependência do Brasil em relação à importação de chips, e destacou que os investimentos propostos fortalecerão a base tecnológica do país, contribuindo para a autonomia e segurança tecnológica.

SAIBA MAIS!

Adriano Camargo
Adriano Camargo
Jornalista especializado em tecnologia há cerca de 20 anos, escreve textos, matérias, artigos, colunas e reviews e tem experiência na cobertura de alguns dos maiores eventos de tech do mundo, como BGS, CES, Computex, E3 e IFA.
recomenda: