Atenção! Cuidado ao compartilhar cabos do iPhone

Adriano Camargo
Adriano Camargo

Dividir o cabo do carregador do iPhone é uma prática comum entre os usuários, mas recentemente surgiu um alerta sobre a possibilidade de essa ação representar um perigo para a segurança dos smartphones.

Criminosos estariam utilizando um acessório chamado "OMG Cable" para capturar dados e realizar atividades maliciosas.

O OMG Cable se apresenta como um cabo de carregador convencional, podendo ter diferentes versões, incluindo USB-C e outros. No entanto, por trás da aparência inofensiva, esse cabo teria a capacidade de capturar teclas pressionadas, roubar credenciais, extrair dados e até mesmo instalar malware nos dispositivos conectados.

Cabos iPhone USB Lightning
Cuidado ao compartilhar seu cabo de smartphone (Imagem: Pixabay)

Diante desse cenário, especialistas em segurança têm alertado para os riscos de utilizar cabos de carregador de origem desconhecida. Compartilhar cabos com estranhos ou utilizar cabos emprestados pode expor o usuário a possíveis ameaças cibernéticas.

Como se proteger

A recomendação é que os usuários evitem o compartilhamento de cabos de carregador com desconhecidos e, sempre que possível, utilizem seus próprios cabos. Além disso, é aconselhável manter o carregador próximo e sob supervisão para evitar possíveis trocas maliciosas.

Além disso, se possível, ter um carregador portátil pessoal pode ser uma alternativa para evitar a necessidade de compartilhar cabos e garantir a segurança dos dispositivos móveis.

Essa precaução visa proteger os usuários contra possíveis ataques que explorem a confiança na aparente simplicidade de um cabo. A segurança digital torna-se cada vez mais crucial em um cenário onde ameaças cibernéticas buscam novas formas de se infiltrar nos dispositivos eletrônicos.

VEJA TAMBÉM:

Adriano Camargo
Adriano Camargo
Jornalista especializado em tecnologia há cerca de 20 anos, escreve textos, matérias, artigos, colunas e reviews e tem experiência na cobertura de alguns dos maiores eventos de tech do mundo, como BGS, CES, Computex, E3 e IFA.
recomenda: